FREGUESIA DE BOGAS DE CIMA - FUNDÃO  


----------------------------
----------------------------








ROTAS TURÍSTICAS

 

 

Bogas de Cima

Pare no largo junto à fonte, visite a Igreja Matriz e toda a freguesia, em especial a Casa Redonda "ex-libris" da terra, os antigos lagares de azeite e os moinhos na ribeira. No clube não deixe de provar uns peixes fritos.


Seguimos pela estrada estreita e vamos parar a Bogas do Meio terra de madeireiros e da tecelagem do linho.
O cultivo e o trabalho do linho foi praticado desde tempos muito antigos, um pouco por todo o País, e em muitas aldeias do concelho do Fundão constituia, num passado recente, a principal fibra utilizada na confecção de vestuário e roupa de casa. Manteve ao longo dos séculos um carácter artesanal e caseiro, provendo sobretudo ao consumo familiar, ou então servindo para pagamento de rendas e foros. Aproveite para apreciar ao vivo os trabalhos do grupo de tecedeiras "Flor do Linho".

Damos a volta e vamos para a Malhada Velha, com origem no medievo "malhada", terra íngreme onde vale a pena visitar a capela, os chafarizes, o lagar de azeite com varas, passar pela Associação Cultural e Recreativa onde se pode provar o coelho "encalado", perna de javali regada com bom vinho, seguida de um café e uma medronheira.

Seguimos para o Descoberto, onde a natureza é fértil em paisagens deslumbrantes, dar uma volta pela terra depois de encomendar o cabrito no forno de lenha, divino manjar

.
Voltamos atrás, passamos novamente pela Malhada Velha e vamos direito aos Boxinos, última anexa, onde deve visitar o largo onde se faz a festa de ano, provar a broa feita artesanalmente, e leve para casa um queijo de cabra.


"Ala que se faz tarde!" Vir pela estrada do Açor, descer à Enxabarda, passar o Castelejo e vamos seguir para casa levando uma bonita toalha de linho e um dia cheio de mil e um encantos descobertos!

 




Chafariz Bogas Cima



Azenha de Lagar de Vara



Ribeira de Bogas


Home :: Contactos :: Acesso de Editores :: Direitos Reservados