FREGUESIA DE SILVÃ DE CIMA - SÁTÃO  


----------------------------
----------------------------








HISTÓRIA


“Silvã de Cima é uma localidade de raízes muito remotas. Já no século XII, o 1º rei de Portugal doou estas terras a dois fidalgos cavaleiros: - D. Soeiro Gomes e D. Gonçalo Guterres.
Anteriormente a este feito já a Silvã era povoada e a confirmar isso existem dus sepulturas antropomórficas escvadas na rocha, na zona das Barrocas. A existência de um marco miliário, junto à zona histórica, atesta que por aqui passava uma via romana e que se dirigia para o actual concelho de Aguiar da Beira. A presença da civilização romana nesta zona também está patente nos vestígios e achados encontrados nas quintas da Taboadela e Chedas. Posteriormente, a História diz-nos que os terrenos da “Silvã de Suzã” com assim era denominada, pertenciam ao concelho de Santa Maria de Golfar e, muito provavelmente, estes seriam pertença da Ordem de Cristo, recém- instalada em Portugal por D. Dinis.
A 20 de Agosto de 1504, o rei D. Manuel I, por carta de foral elevou-a a concelho. A atestar esta municipalidade encontramos o Centro Histórico, o Pelourinho,sinónimo do poder judicial, o antigo edifício da cadeia e ainda mais ao longe avistamos uma porta do antigo castelo.”


Fonte: Texto elaborado pela actual Presidente da Junta, Maria de Lourdes Pinto




Marco Miliário


Home :: Contactos :: Acesso de Editores :: Direitos Reservados