FREGUESIA DE ALDEIA DO BISPO - GUARDA  


----------------------------
----------------------------








Museu Etnográfico de Aldeia do Bispo - “MUSEU DA CASTANHA"


Projecto que, a par do restauro do património existente, veio contribuir para o reforço da auto-estima da população local, uma vez que tem agregado um espólio considerável existente na aldeia, o qual está exposto e valorizado de forma condigna.
A cedência de uma casa antiga (em ruínas), pela família Camurça de Aldeia do Bispo, foi determinante para levar em frente um projecto que há muito fazia parte dos objectivos da Junta de Freguesia.
A oferta do projecto de arquitectura e respectivas especialidades, pelo Arq. Aires Almeida, nosso conterrâneo, veio complementar a vontade expressa de avançar definitivamente com a obra.
A nível financeiro, foi decisiva a comparticipação da Pró-Raia e do PIC LEADER (70%), para a construção deste equipamento público, tendo suportado o restante encargo a Junta de Freguesia.
Com o espaço físico pronto a receber o espólio que iria integrar as exposições, foi importante a encontrar a especificidade da nossa aldeia, que aqui se pretende retractar, dando assim a conhecer aos visitantes o “modus vivendi” de outrora.
O envolvimento de todos e em particular de Dorindo Vaz, Natália, Helena e António Abrantes, Filomena Cabral e Fernando Costa, tornou realidade este sonho.
A castanha, foi o tema por nós escolhido para este Museu, para ser abordado de uma forma mais detalhada, repondo a importância que este fruto teve ao longo de muitos séculos, nas gentes de Aldeia do Bispo, a nível económico e social.
Para o efeito, existe uma exposição permanente dedicada ao Ciclo da Castanha, a qual permite ao visitante, de uma forma muito simples e clara, acompanhar todo o percurso biológico deste precioso fruto do Outono. A par disso, é ainda possível nesta exposição, conhecer toda a temática associada à diversidade de funções que a mesma tinha, nomeadamente na alimentação, na economia familiar, na medicina tradicional, na cultura, no artesanato, na tradição oral e lúdica, enfim na vida social das nossas gentes.
Actualmente, consequência do incêndio que em 7 de Agosto do ano de 2003 devastou toda a área rural e ameaçou a zona urbana da aldeia, são poucos os castanheiros existentes. Também consequência desse acidente, este museu se afigura relevante repondo no imaginário de cada um a agitação, que anualmente se repetia em meados de Outubro e se prolongava até ao Natal...
A nível de sinergias, a Junta de Freguesia prevê a possibilidade de realização de visitas de estudo de forma a promover o valor cultural, social e económico, únicos, para esta aldeia, que foi a castanha, esperando que este museu seja uma referência para a freguesia e também para o concelho da Guarda, uma vez que irá estar incluído nos Roteiros Turísticos do concelho da Guarda.
Outra componente deste Museu, é a possibilidade de promover exposições temáticas de carácter temporário no piso superior do edifício.
Actualmente, faz parte do acervo, uma colecção de objectos de culto religioso, cedidos pela Comissão da Fábrica da Igreja de Aldeia do Bispo, a qual estará sempre patente, enquanto não houver lugar a outras exposições.
O funcionamento regular do Museu Etnográfico de Aldeia do Bispo, decorre aos  Domingos da parte da tarde, numa fase experimental, embora o desejo da Freguesia seja abrir futuramente, durante alguns dias da semana.

Aldeia do Bispo, 8 de Dezembro de 2013

 




Entrada Norte do Museu



Entrada Sul do Museu






Home :: Contactos :: Acesso de Editores :: Direitos Reservados